Chama-se AQUA+ e é um sistema voluntário de avaliação e classificação da eficiência hídrica de edifícios. Desenvolvido pela ADENE – Agência para a Energia, tem como objectivo promover o uso eficiente da água e a primeira certificação foi agora entregue ao Belas Clube de Campo.

O AQUA+ classifica o desempenho energético dos edifícios, mas permite também dar orientações de boas práticas em edifícios novos ou em reabilitações, de modo a potenciar a escolha de equipamentos, soluções e sistemas que permitam o uso mais eficiente da água.

Criado pela ADENE – Agência para a Energia, é o primeiro instrumento de classificação da eficiência hídrica nos edifícios e utiliza uma metodologia inovadora a nível mundial e pioneira na Europa. A certificação identifica e distingue as boas práticas no uso eficiente dos recursos hídricos nos edifícios e urbanizações, e a sua avaliação incide sobre aspectos como a utilização de fontes alternativas de água, os usos exteriores de água, a eficiência dos dispositivos, os equipamentos de lavagem e os sistemas de produção e distribuição de água quente.

Os resultados utilizados para emitir uma classificação da eficiência hídrica do edifício variam entre F (pior) a A+ (melhor), além de serem também identificadas oportunidades de melhoria de desempenho. O Belas Clube de Campo, que tem sido reconhecido e premiado pela sua acção ambiental, foi a primeira entidade a receber os primeiros certificados deste índice, em todas as tipologias dos novos edifícios do Lisbon Green Valley, isto é, apartamentos e townhouses. Todas alcançaram a classificação A.

As medidas implementadas nos novos edifícios do Belas Clube de Campo para um melhor desempenho e eficiência hídrica são diversas, como a instalação de equipamentos com redutores de caudal, torneiras misturadoras certificadas para eficiência, autoclismos de dupla descarga e dupla entrada de água potável e água não potável reciclada. Nos espaços exteriores, os sistemas de rega são eficientes, com depósito de 5000 litros alimentado por águas pluviais. Os quatro lagos que existem no empreendimento são responsáveis pela rega do golfe, cuja água provém das águas pluviais colectadas na urbanização, e seis furos utilizados apenas quando a água armazenada nos lagos é insuficiente.

A atribuição do primeiro número do índice AQUA+ de eficiência hídrica dos edifícios ao Belas Clube de Campo foi realizada no dia 5 de Dezembro, no âmbito da “2ª Grande Conferência Água & Energia”, organizada pela ADENE. Para Manuel Bóia, administrador da Agência para a Energia, “o Belas Clube de Campo é um exemplo na área da sustentabilidade e, em particular, nas questões hídricas, onde tem vindo a implementar soluções inovadoras na vanguarda das boas práticas de projeto e execução. Esta aplicação e distinção pioneira é, assim, natural e vem demonstrar que, mesmo perante um referencial exigente, a eficiência hídrica nos edifícios é já hoje possível e alcançável pelo sector da construção e do imobiliário”.

Por seu lado, Gilberto Jordan, CEO do André Jordan Group, referiu que a “sustentabilidade e a gestão eficiente de recursos energéticos e hídricos são incontornáveis e estão reflectidos em todos os projectos que desenvolvemos, quer ao nível do urbanismo e campo de golfe, quer ao nível dos novos edifícios. Tudo é pensado para reduzir o impacto ambiental, aumentar a eficiência, contribuindo para um futuro melhor”.

Consulte o artigo completo aqui.