Um resort residencial às portas da capital

O investimento de 100 milhões de euros na construção das primeiras 200 unidades do Lisbon Green Valley, tem o cunho do André Jordan Group.

O Lisbon Green Valley, a nova etapa do Belas Clube de Campo (resort residencial inserido num parque florestal de 1000 hectares), estava planeada e prevista há algum tempo contudo, devido à conjuntura do mercado, demorou para arrancar, como explicou Gilberto Jordan, presidente do Conselho de Administração da Planbelas, empresa do Grupo André Jordan, promotora do Belas Clube de Campo.

Com uma oferta diversificada, distribuída por um conjunto de apartamentos, townhouses e lotes para construção de moradias, num total de 366 unidades, o Lisbon Green Valley faz uma aposta decisiva na riqueza e sustentabilidade arquitetónica. Em 2017 lançou o primeiro lote de 16 apartamentos, um conjunto de Townhouses e lotes para construção de moradias.

Gilberto Jordan revela que um ano após o lançamento do Lisbon Green Valley os resultados são excelentes. “Vendemos em tempo recorde a totalidade das primeiras unidades onde se inclui um prédio com 16 apartamentos com tipologias (T1 a T3) e com conjunto de 6 Townhouses com tipologias T4+1”. Os valores destas primeiras unidades vendidas variaram entre os 350 mil euros e 1.1 milhões.

Partilhar

Share on facebook
Share on linkedin