“Somos uma família de brasileiros composta por mim, meu marido, nossas duas filhas adolescentes de 14 (Luiza) e 16 anos (Laura) quase completos e dois pequenos cães, uma spitz alemão chamada Chanel e um shitzu chamado Dior. Minha mãe, Lisia, é quase uma residente também, pois passa dois meses aproximadamente em nossa casa com intervalos de outros 2 ou três meses.

Mudamos para Portugal em setembro de 2014 e desde então vivemos no Belas Clube de Campo (BCC). Nossa escolha foi acima de tudo pela tranquilidade e segurança que encontramos aqui. Nos apaixonamos pela casa onde vivemos e pelo local onde está inserida desde a primeira visita.

No BCC encontramos a combinação perfeita do ambiente do campo, espaços verdes de grande extensão, lago, vista sem obstáculos para o horizonte, o conforto dos serviços oferecidos e a proximidade tanto do centro de Lisboa, quanto de Cascais.
Eu sou advogada, mas não atuo como tal. Trabalhamos juntos na empresa de turismo “Schultz Viagens” que meu marido fundou há 30 anos no Brasil e atualmente temos uma sede também aqui em Portugal. Ele é o empreendedor, o comercial, o “coração da empresa” e eu cuido da parte administrativa e financeira.
No Brasil, nossa empresa oferece serviços de assessoria aos processos de vistos consulares, seguro de viagem, organização de viagens aos estrangeiros que vão visitar o Brasil e também aos brasileiros que querem conhecer outros países, sobretudo no continente europeu.
Optamos por sediar a empresa em Carnaxide mas muitas vezes, Aroldo fica a trabalhar no escritório que temos em nossa casa. Desde janeiro deste ano, nossas filhas começaram a estudar no Colégio Valsassina e então pelo menos um de nós vai a Lisboa diariamente.
Nossa filha mais velha gosta muito de jogar vôlei e frequenta o ActiveLife no Belas Clube de Campo. A mais nova não está a fazer nenhuma atividade extracurricular nesse momento, mas já me pediu para iniciar aulas de patinação e dança.
Nos tempos livres, durante todo o ano, adoramos receber os amigos em casa para almoçar ou jantar, saborear os deliciosos vinhos e queijos portugueses, preparar um típico churrasco brasileiro e conversar bastante.

No inverno, nossa família gosta de assistir séries e filmes, especialmente nos dias mais frios e chuvosos. Já no verão gostamos todos de aproveitar o sol. Nesse período, eu costumo correr na praia em Cascais/Guincho. As nossas filhas têm muitos amigos por lá e vão frequentemente visitá-los, além de curtir a piscina de nossa casa e do condomínio com os colegas que residem no BCC.
Portugal foi o país que nós escolhemos para viver por várias razões. Falamos (quase) o mesmo idioma, é seguro, é propício para o desenvolvimento de nossa atividade profissional e ainda tem um clima muito parecido com o que tínhamos na cidade que nós vivíamos no sul do Brasil.

Fomos muito bem recebidos por todos os portugueses que nós encontramos e, apesar de ainda não termos um grande círculo de amigos, nem a vida social super ativa que tínhamos no Brasil, estamos muito felizes aqui. Aprendemos a viver sem medo da violência. Poder caminhar pelas ruas, mesmo a noite, utilizar e permitir que nossas filhas utilizem os transportes públicos, conduzir a todo lado e a qualquer hora, são pequenas coisas que não fazíamos ou fazíamos estressados e preocupados. Conquistamos aqui uma liberdade que não conhecíamos e percebemos o quanto nossas filhas ganharam na qualidade de ensino e todos nós em qualidade de vida.

“Viver em Portugal e, especialmente, no Belas Clube de Campo tem sido uma experiência maravilhosa para a nossa família!”

Partilhar

Share on facebook
Share on linkedin