Sara (portuguesa) e Leonardo (italiano)

3 filhos: 2 rapazes e 1 princesa

1 Periquito, chamado Chip, que fala e canta como se fosse um papagaio!

 

O Leonardo é professor universitário e investigador. A Sara é principalmente investigadora, e de vez em quando também dá aulas. Ele na Universidade Nova de Lisboa, ela na Universidade de Lisboa, trabalham ambos numa área da Informática chamada Inteligência Artificial. Na verdade, conheceram-se em 2003 numa conferência científica, em Chicago, EUA. No ano seguinte encontraram-se outra vez numa conferência, desta vez em Seattle, EUA.

Quando nos vimos novamente noutra conferência, desta vez em Itália, já estávamos loucamente apaixonados um pelo outro! Depois não foi fácil durante alguns anos, pois morávamos em países diferentes. Apanhávamos o avião como quem apanha o autocarro. Foi uma relação à distância muito intensa e muito incerta quanto ao futuro, mas acabou por ter um final feliz! O Leonardo veio para Portugal em 2011, e mudámo-nos para o Belas Clube de Campo em 2014.

Os rapazes falam português e italiano, e até a pequenina já percebe as duas línguas. Aprendem também inglês na escola, e também em casa, uma vez que o pai e a mãe nunca se livraram do hábito de falarem um com o outro em inglês! O mais velho anda sempre em atividades diferentes, e já fez um pouco de tudo: natação, hip-hop, judo, coro, capoeira, futebol. O mais novo adora a natação, a ginástica e a música. A pequenina sabe dançar e cantarolar, e é especialista em atirar com os brinquedos em todas as direções ao mesmo tempo – a casa está sempre um caos!

Com 3 miúdos pequenos, temos uma vida agitada. Dependemos das agendas partilhadas do Google Calendar para conseguirmos gerir o nosso dia-a-dia das aulas e reuniões de trabalho, e os horários das aulas, consultas e atividades dos miúdos. É comum enviarmos emails um ao outro durante o dia para combinar as coisas mais importantes. Dependemos inteiramente da tecnologia. Até as compras são todas feitas online (quem tem tempo para ir ao supermercado?), excepto os frescos que compramos na Lojinha da Cremilde.

Ao fim de semana temos mais tempo livre, mas também aqui não é fácil gerir a miudagem: um acorda às 7:00 mas o outro quer dormir até às 10:00; um quer ir ao parque mas o outro quer ficar em casa, e a pequena ainda precisa de dormir durante o dia; um tem uma festa de aniversário mas o outro tem trabalhos de casa para fazer. Devido à grande diferença de idades, eles têm necessidades muito diferentes uns dos outros. Muitas vezes acabamos por não fazer tudo juntos, é mais fácil.

Não há muito tempo para hobbies. O Leonardo toca guitarra, a Sara tem uma horta na varanda. De resto, o nosso luxo diário é ver um bocadinho de televisão, juntos no sofá, depois de os pequenos irem para a cama.

O que gostamos mais em Portugal? É um país muito aberto e tolerante, e Lisboa tem pessoas de todas as nacionalidades. Depois temos o sol, o mar, a comida… destaque especial para o chouriço e o bacalhau!

Acho que ainda nos estamos a adaptar ao Belas Clube de Campo, e ainda não sabemos aproveitar tudo o que tem para oferecer. Talvez porque temos crianças ainda muito pequenas, ainda não temos liberdade para fazer muitas coisas. Só no ano passado é que adquirimos bicicletas para todos (e descobrimos que algumas “subidinhas” que se fazem bem de carro são na verdade um grande desafio quando é preciso dar ao pedal!) e ainda não temos o hábito de ir fazer exercício para a rua. Também não sabemos jogar golfe! O Leonardo já teve uma aula, só uma. Já combinámos que quando os miúdos crescerem e nós já não conseguirmos andar de bicicleta, aprendemos a jogar golfe! Mas temos aproveitado bem o jardim infantil, o parque de jogos, o Restaurante ClubHouse e o Café no Campo.

O melhor de viver no BCC é o facto de vivermos no campo e na cidade ao mesmo tempo. A tranquilidade que se sente ao chegar, depois de enfrentar o trânsito ao voltar do emprego, é um anti-stress natural. A segurança de não ter medo que as crianças brinquem na rua. A casa espaçosa, com as suas magníficas varandas. Os passarinhos a cantar de manhã. O ar limpo e fresco. As vacas e as cabras a pastar.