Embora a essência da festa de Natal seja a mesma, cada País tem a sua forma de celebrar esta quadra. Das muitas nacionalidades residentes no Belas Clube de Campo destacamos algumas das suas tradições:

BRASIL – No Natal as famílias reúnem-se ouvem e dançam músicas que nem sempre são natalícias. A troca de presentes é feita através do “amigo secreto”, ou seja, a cada um é atribuído um familiar para oferecer um presente. O Perú na consoada é obrigatório, assim como o abacaxi, a manga e o melão!

CHINA – A China é um país com uma minoria católica, pelo que o natal não é uma festa importante. Para este povo a verdadeira celebração é o fim do ano lunar. No entanto as famílias católicas reúnem-se para celebrar o nascimento de Jesus, partilham um jantar e os mais pequenos esperam pelos presentes. Algumas famílias não católicas encontram também nesta festa uma desculpa perfeita para se reunirem, jantar juntos e partilhar alguns presentes. No entanto, não há um conceito de união, paz ou espiritualidade como nos outros países do mundo, é mais uma festa claramente comercial.

FRANÇA – No dia 25 de Dezembro muitos franceses praticam a reconciliação de Natal! Ou seja, as pessoas vão até casa dos “inimigos” para fazerem as pazes e com eles beberem um copo de vinho!

Na véspera do dia de Natal, as crianças penduram as meias à lareira para que o Pai Natal deixe lá os presentes. Come-se o famoso foie gras de entrada, bebe-se champanhe, seguindo-se um assado e depois a bûche de Noel, uma torta recheada de chocolate em forma de tronco. Não podem faltar os deliciosos queijos franceses.

FINLÂNDIA – É a terra do pai natal, por isso é onde a cultura do Natal é considerada a mais forte do mundo. Como o país é muito frio é usual fazerem saunas para se aquecerem e a lareira é fundamental em qualquer casa: protege do frio e é o local por onde entra o pai natal em casa.

HOLANDA – As crianças recebem os presentes mais cedo do que as crianças de outros países! O Pai Natal distribui os presentes no dia cinco de dezembro, dia de São Nicolau (Sinterklass). As crianças deixam feno, açúcar e cenouras para o cavalo de São Nicolau (Pai Natal). O Natal é celebrado nos dias 25 e 26, reunindo-se a família para jantar ou ir ao teatro ou a um concerto de Natal.

ITÁLIA – No dia 5 de Janeiro, Befana, uma bruxa, visita as casas e deixa doces para as crianças boas e carvão para as que não se portaram bem! A sua generosidade seria fruto de arrependimento: ela teria negado abrigo e comida aos Reis Magos, quando eles seguiam para visitar Jesus, e agora tentaria reparar o mal que fez

JAPÃO – Os cristãos japoneses, em minoria no país, comemoram o Natal como no Ocidente, com a ceia, a árvore e a troca de presentes na noite de 24 de Dezembro.

LETÓNIA – O Pai Natal, os duendes e as renas começam cedo a trabalhar na Letónia! Durante 12 dias, até dia 25 as crianças consolam-se de receber presentes, todos os dias! Também foi neste país que foi montada a primeira árvore de Natal em 1510.

REINO UNIDO – O dia 25 é o mais importante. O Perú é uma tradição bem como o Christmas pudding, um bolo de ameixa, que é feito com semanas de antecedência e que vai sendo regado de rum durante esse período, até ficar pronto. O Pai Natal põe os presentes dentro de meias deixadas pelas crianças, normalmente penduradas na lareira.

SUÉCIA – As comemorações começam a 13 de Dezembro, dia de Santa Luzia, com uma procissão por diversas cidades do país com uma tocha acesa.